Ensolaramentos, engasgos e afins

Eu queria mesmo era saber, o que aconteceu com os tumblrs de textos que eu seguia aqui? …

Amanheci em cólera. Não, não, o mundo não me agrada. A maioria das pessoas estão mortas e não sabem, ou estão vivas com charlatanismo. E o amor, em vez de dar, exige. E quem gosta de nós quer que sejamos alguma coisa de que eles precisam. Mentir dá remorso. E não mentir é um dom que o mundo não merece.

Clarice Lispector | A descoberta do Mundo   (via etiopy)

😊

😊

Cool, but fuck you!
Kühl, aber verpiss dich!

Cool, but fuck you!
Kühl, aber verpiss dich!

http://reciprociar.tumblr.com/post/97521896336/chorei-um-troco-pra-fora-eu-nem-sei-o-que-era-so

reciprociar:

chorei um troço pra fora. eu nem sei o que era. só sei que saiu com essa cara de troço. essa palavra, troço, é uma das coisas mais perfeitas que existem. dá pra falar em qualquer lugar e logo na hora a pessoa sabe que você está querendo falar de um qualquer coisa. é mais eficiente do que coisa,…

😂

😂

[…]
Olha pra mim. Ando finalmente me divertindo, sendo feliz pela noite, e transcorrendo os dias como se o futuro bonito fosse o que realmente parece ser - apenas um elogio falso pra gente sentir que sonhar é tão bacana quanto viver. Embora eu ainda acorde quente e molhada de pesadelos que tenho contigo, sempre de olhos abertos e inchados, claro. Dele, eu interpreto que o amor não passa de um cachorro louco, dando voltas, correndo atrás do rabo, babando doente de raiva. Você é meu eterno agosto, rapaz. Louco e amargo.
[…]

Gabito Nunes

Ron-ron-ron 💙

Ron-ron-ron 💙

Tem dia que o coração prende o dedo na porta.

Marla de Queiroz

peitomorto:

Bem me quer
Mal me quer
Repetia para a flor
Como se a pobrezinha
Decidisse algo sobre o amor.

Paulo Leminski

Passaram os ventos de agosto, levando tudo.
As árvores humilhadas bateram, bateram com os ramos no chão.
Voaram telhados, voaram andaimes, voaram coisas imensas;
os ninhos que os homens não viram nos galhos,
e uma esperança que ninguém viu, num coração.
Passaram os ventos de agosto, terríveis, por dentro da noite.
Em todos os sonos pisou, quebrando-os, o seu tropel.
Mas, sobre a paisagem cansada da aventura excessiva -
sem forma e sem eco,
o sol encontrou as crianças procurando outra vez o vento
para soltarem papagaios de papel.

Cecilia Meireles (via trechosdaliteratura)

💙

Tem gente que cose para fora, eu coso para dentro.

Clarice Lispector

Há tempos tive um sonho, não me lembro, não me lembro…

Legião Urbana; Há tempos

1 2 3 4 5 Próxima